Crônicas

Relaxa professor, estamos tão felizes com isso quanto você

Como diria meu professor “A escola não mudou nada”.

Quando ele dizia isso se referia ao inicio das escolas aqui no Brasil, aquelas ministradas pelos meus queridos jesuítas.  O modo de separação por idade ainda é o mesmo, as carteiras se bobear ainda são as mesmas, os professores… O professor de química é o mesmo que dava aula para os índios.

Hoje na maioria das escolas ou não foi dia de voltar as aulas, toda aquela sua vida de vagabundo terá um fim, se não foi hoje será semana que vem.

Quando acordei não vi origami nenhum, também não pensei em olhos azuis. A unica coisa que me veio a cabeça foi “por que levantei”.
Um sono descomunal(bosta de palavra que não existe no dicionário do google crhome, nem google crhome está no dicionário deles) onde tava mesmo? Ah, meus olhos estavam terrivelmente pesados e começando a arder, eram 5:20 da manhã, eu tinha ido dormir a 4:00 atrás. Nas férias era comum eu acordar ao 12:00, mas agora as coisas voltariam a ser aquela mesma velha rotina cansativa e tediante.

Ao chegar na escola os velhos camaradas estavam lá, vi a #teoriamasculina (explico qualquer dia desses) inteira. Tive uma grande surpresa quando olhei a quadra, é que no final do semestre passado tinha sido anunciado pela diretoria que as reformas iriam começar nas férias, porém o que eles chama de reforma está sendo três buracos no meio da quadra principal, tampados por sacos com areia e pedras. E assim se vai mais um episódio”diretoria fail”, mas isso não vem ao caso agora.

Surpreendidos por uma aula de química com o tal professor mais old que deus, na verdade dizem que ele é tão velho que foi ele quem ajudou deus a construir o mundo, alguns mais ousados que ele é o próprio deus em forma humana para detectar os pecadores. Como eu não acredito no cristianismo não muda nada, mas espero que ele nunca venha a ver isso. Uma vez postei no orkut sobre um professor e o dasgramado leu o que eu escrevi “Eu não aprendi a cantar opera na ferrovia, aprendi a ouvir ok?”.
Bosta.
Talvez tenha sido a melhor aula de química da história da minha vida,  talvez eu até seja fodão em química… pff. Não é pra tanto também, só por que respondi três perguntas corretamente não quer dizer muita coisa.

O resto das aulas não foram bem aulas, tava mais pra “e ae garotada como foram suas férias?” Uma bosta.

Almoço, técnico.

Depois de uma confraternização amistosa entre calouros e veteranos foi hora de voltar a realidade, emocionante aula de Desenvolvimento de Software.
O professor explicava concentrado, mas de alguma forma o que vinha na minha cabeça eram palavras desconexas, coisas sem sentidos “Computador, ligar, Banco de dados, conexão e blá blá blá… Vocês entenderam?”.

O silencio foi tão grande que eu ouvi a batida do meu coração, é óbvio que quando  o professor faz esta pergunta significa que ele sabe que 80% da classe não entendeu nada. O que ele não sabe é que nós sabemos que ele sabe disso, e que só usamos esse não saber para não desmistificar uma cultura de procrastinadores formada por uma sociedade pós-moderna. Entendeu? Nem eu.

Ele nos olhou com sua vista cansada e disse: Vocês… vocês serão ótimos faxineiros.

Soltei como resposta o titulo do post.

Anúncios
Padrão

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s