Das idiotices do mundo, Senta que lá vem história

As profissões mais fudidas

Algumas pessoas estão onde estão hoje por um mero acaso do destino. Nem todo mundo escolheu ser babá, mas as vezes você não tem outra opção. Eu por exemplo, só sou monitor por que foi a unica coisa que era possível fazer nas minhas condições.
Sempre reclamei muito de ser monitor, mas talvez ser monitor não seja tão ruim assim, o que fode mesmo é o lugar, mas enfim. Com esta profissão de uma certa forma fui evoluindo, posso dizer até que ela foi importante para uma evolução não só profissional mas pessoal também. Hoje faço com frequência o que  nunca fazia antes: Me coloco no lugar dos outros.

Sim, a partir do momento que você se fode tanto, e se fode por causa de outras pessoas, você começa a se colocar no lugar das outras pessoas, por que é isso que você queria que elas fizessem, se colocassem no seu lugar.
Até que decidi me colocar no lugar de vários profissionais, pra mostrar que a vida deles pode ser tão fudida quanto a sua ou a minha.

Vendedor de Cartões

Não é o mesmo, mas sofre igualmente

Você já deve ter sido abordado por um. A função de um vendedor de cartões é justamente essa, abordar pessoas pessoalmente ou não e lhes oferecer o cartão do banco.
E sua função nunca foge muito disso, o problema são os tipos que ele encontra por ai.

Ponha-se no lugar de um.

15:30, horário que o sol já deixou de ser algo agradável e passou a te torturar. Você está no centro comercial da sua cidade, onde milhares de pessoas passam todos os dias, com humores completamente diferentes. Seu salário é sem duvida uma merda, além do mais você vai ter que ficar ali por 8h.

Depois do breve lanche, o primeiro possível cliente se aproxima e lá vai você tentar fisgar mais um cliente para a empresa. Na verdade você não está nem ai se ele vai querer fazer o cartão ou não, você não está preocupado com o futuro da empresa, só com o seu futuro, afinal você deve para a empresa de telefonia e de luz. Sua vida, é uma completa desgraça.

– Bom dia, já possui o cartão da nossa loja?

Pergunta crucial feita por qualquer vendedor, seja qual for o ambiente, shopping; centro; supermercado, etc.
A partir desta pergunta todo o desenrolar da história é definido, e existem duas possibilidades:

– Sim já possuo(o que pode ser verdade ou não).

– Não, não possuo.

Você naturalmente está esperando pela ultima resposta, por que ela é que lhe abre um leque de oportunidades.

– E a(o) senhora(o) estaria interessado em adquirir um de nossos cartões? Tendo todas as vantagens de um cartão bom como o nosso?
-Não

Pronto, suas expectativas foram pra bosta. Você até tenta argumentar, mas a essa altura a pessoa já está longe e você já tá pensando em mandar ela ir se foder.

Ninguém entende que você tem sentimentos, as pessoas acham que a partir do momento que você coloca o uniforme da empresa você se torna um sangue-suga. É claro também que elas não tem obrigação nenhuma em tornar-se cliente da empresa, no caso citado a cima a pessoa foi até que educada.


– O senhor gostaria de adquirir um de nossos cartões?

– Não quero, não gosto
–  Mas senhor, como você pode não gostar de algo que nem experimentou?
– Ah então você quer dar pra mim?
– Senhor eu não estou entendendo,  isso não faz sentido.
– Como não, você não experimentou para falar se é bom

Isso é uma pessoa estúpida.

Não basta estar suando, não basta o salário ser baixo, você tem que ouvir merda. (Defino isso como requisitos para um profissão ser fudida).

Inspetor de escola

Tia nadir

Não sei como alguém pode chegar a essa profissão.

Sabe aquele tiozinho que manda todo mundo ir pra classe? Corta seu barato quando você está dando uns amassos?
Normalmente ele é o cara mais chato da escola, temido por todos. Pelo menos na minha época que eu tinha que me preocupar com essas figuras, todo mundo evitava encontrar eles pelos corredores da escola. E é claro sempre existiam os xingamentos pelas costas, mas nunca nos colocamos em seu lugar.

Primeiro, alguém me diz o que um inspetor deve fazer? Assim como eu, que não fico limitado só a olhar o brinquedo, o inspetor também tem funções adversas a que lhe foi proposta, que afinal eu nem sei qual é ao certo, como por exemplo socorrer um aluno com desmaio, ou dar conselhos para uma jovem grávida – sei lá – .

Tem também a questão do salário, que é uma merda cara, sério. Tenho dó deles. Eu converso com os dois, e como eu disse anteriormente eles tem que fazer umas coisas muito estranhas como por exemplo o carometro. Carometro, assim chamado pelos alunos nada mais é do que uma folha com uma foto do rosto dos alunos, o conteúdo da folha é separado por classe. Agora pense que merda você ter que ficar colando um monte de figurinha de alunos em um papel, e ainda por cima ver aquela gente feia, tem umas fotos engraçadas lá, a minha por exemplo.

Pior mesmo deve ser aquelas molecadas pentelhas(entenda pentelhas como filhos da puta), que insistem em ir sem camiseta da escola ou sempre esquecem o cartão, jogam truco… To me descrevendo.

Sou atendado e dai?

Não sei o que leva uma pessoa a ser inspetor, mas pra mim existem muitos motivos para não ser um.

Motorista de ônibus

Primeiramente quero me desculpar com você, meu caro motorista de ônibus, a qual sempre difamei em tudo quanto é lugar. Eu já falei muito mal de você, por que você me irrita todas as manhãs lotando o ônibus de passageiros, tornando minha curta viagem um inferno.

Eu sei que você sofre, mesmo que não aparente. Só por que você fica sentado pilotando o ônibus, não tendo que aguentar cheiro de sovaco de ninguém eu sei que sua profissão é fudida.

O motorista é aquele cara que basicamente te leva ao seu trabalho ou escola, mas ele pode te levar pro médico quando você estiver bêbado ou estiver perto de dar a luz. De certa forma ele te salva, e te fode também(pensa que eu me esqueço da vez que seu ônibus quebrou e eu tive que ir em outro, sendo que o que eu estava já tava uma merda de cheio, o outro então… É meu amigo, desejei sua morte muitas vezes). Voltando, o motorista as vezes tem que aguentar muitas coisas macabras também. Certo dia um bêbado queria entrar no ônibus, só queria, por que não estava nem aguentando andar, e o motorista naquela de não queria levar o bêbado por que ia ficar enchendo o saco dos outros, mas não podia meter o pé no peito dele pra tirar ele da escada, ficou falando uns 10 minutos até que o bêbado desistiu e foi embora.

Teve uma vez também que a mulher passou mal e pediu para ir para o hospital, ficou implorando pro motorista levar ela, sendo que o hospital era fora de rota, mas não era tanto. O motorista ficou com o cu na mão, até que uma grande maioria falou pra ele levar ela logo, e foi o que ele fez, saiu do caminho e levou ela até o hospital, nesse dia cheguei atrasado pra escola.

Te amo também

Não, eu continuo não gostando dos motoristas de ônibus, por que eles só ferram minha vida, mas agora antes de planejar sua morte, eu vou me por um pouco no lugar deles. É foda ir com o bus lotado, mas sei que se ele deixar aquelas pessoas no ponto ele é quem vai tomar no cu depois.

Conclusão

Sinto muito pela má qualidade do post, se vocês não riram é por que eu to ficando sem graça mesmo, na verdade se você chegou até aqui foi uma vitória.
Desculpe também pela demora de colocar algo novo, mas é que faz tempo que não tenho tempo.

E antes de me xingar, ponha-se no meu lugar.



Anúncios
Padrão

Um comentário sobre “As profissões mais fudidas

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s