Crônicas

Problemas da vida pseudo-adulta

Ficamos sempre esperando o dia que poderemos encher a boca pra falar “Eu sou adulto PORRA!”.
Enquanto esse dia não chega, agente tem uma prévia do que há por vir, e pelas amostras, não vem coisa boa ai não.
Primeira desgraça, o exercito. Te toma um tempo maldito, te faz esperar por horas, só pra você carimbar um papel e jurar a bandeira(afinal, o que é jurar a bandeira, não cheguei nesse capitulo ainda).

E aquelas pequenas responsabilidades que te martelam a cabeça todo dia? Vestibular por exemplo, que caralho é ter que escolher uma faculdade, um curso e se prender nele por quem sabe a vida toda.
Você trabalha de segunda a sexta mas não tem folga nunca, sua cabeça não descansa em momento algum, e quando você finalmente para para olhar para os lados tudo está um caos, mesmo você tentando de todas as formas controlar aquilo. Te foge o controle e sua cabeça começa a rodar, depois disso, BANG! É a policia batendo na porta de sua casa e mostrando a você 5, 10 contas atrasadas.
Tá não sejamos tão estéricos, estéria é pra gente jovem, agora somos no máximo dramáticos, ex adolescentes que viraram adultos mal fabricados. Mas afinal, o que é ser um bom adulto?

E os tais prazeres da vida adulta, quando é que chegam? Pedi no e-bay e até agora nada, e pedi com cartão de crédito ein.

Anúncios
Padrão

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s