Mesa

Mesa II

Ele sempre quis saber quais eram os versos certos para se falar de amor.
Passou a vida tentando ver até onde iriamos por dor.
No meio das revistas empilhadas, uma peça do quebra-cabeça:
Um papel, uma carta, um rascunho que não rima.

Anúncios
Padrão

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s