Vivi e aprendi

Capturar a alma

Quando inventaram as primeiras câmeras fotográficas, as pessoas tinham medo de serem fotografadas pois acreditavam que isso capturaria sua alma.
Fui eu então brincar de ser capturador de almas. Sem profissionalismo nem nada, até por que capturar a alma dos outros por profissão deve ser crime dos mais hediondos.
Eu sou estou aqui de brincadeirinha.

Fui descobrindo aos poucos, que aquelas pessoas tinham razão em parte.
Fotografar envolve a alma: a sua e a do objeto capturado.
Não é como comer miojo. Exije paciência, tempo, calma e alma.

Anúncios
Padrão

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s